segunda-feira, julho 28, 2008

Diga não ao D I C


As vezes o perigo está mais perto que parece.
Ao juntarmos no mesmo departemento os primos pobres, ecocardiografistas, com os primos ricos, cardio-radiologistas, advinha quem vai ter maior visibilidade? E mais patrocínio?
Ouvi de um diretor de empresa de imagem que os interesses atuais são apenas para ressonância e tomografia, máquinas de mais de 1 milhão de custo e mais de 30 mil de manutenção!
No congresso DEPECO-DIC, veremos então aulas de ressonância e tomografia sufucando o ecocardiograma, com imagens pós processadas e verbas gigantescas.
O DIC vai virar, fácil, fácil, despedida das imagens convencionais.

2 comentários:

  1. Anônimo8:49 PM

    Boa noite Dr. Beto, este e um belo argumento, talvez um nao confesso. A ecocardiografia engloba varias formas em um mesmo exame, sempre vai precisar de muito espaco em qualquer congresso. Talvez esta uniao sirva para abrir portas para os cardiologistas, essas fechadas quanto aos metodos sabidamente controlados por radiologistas. Obrigado pelo espaco. Sergio Machado- Ecocardiografista- Manaus(AM)

    ResponderExcluir
  2. Heron9:12 AM

    Lembram o que eu disse ali atrás.
    Cada vez mais estamos vendidos para essas empresas. E quem é responsável por isso. Surpresa..!!!
    Sua sociedade , que deveria te representar. Como vamos receber mais por um eco quando se pede um exame como a Tomo de coronárias. Alguém poderia me dizer pra que ela serve. Pra determinar se um paciente é de alto, médio ou baixo risco...? Escore de Framinghan neles!

    ResponderExcluir

Comentários com críticas diretas a marcas e pessoas só serão publicados quando forem devidamente identificados