sexta-feira, julho 06, 2012

A Diástole do idoso e o carimbador maluco!

.
Conheço um serviço onde qualquer paciente acima de 70 anos ganha o diagnóstico de disfunção diastólica ao entrar na sala de exame.
Como se fosse um carimbo pronto para o idoso: Disfunção Diastólica!
.
Como envelhecer não é uma doença, a recomendação européia é assim:
.


.
Notem que acima de 70 anos tudo pode ser normal.
A medida da onda e´muda completamente por esclerose do anel e mudanças estruturais no ventrículo esquerdo.
A maioria dos indivíduos acima de 70 anos são assim, com diástole menos passiva e mais dependente do átrio esquerdo.
E são normais!!!
.

4 comentários:

  1. Anônimo3:50 PM

    Ok! Mas seguindo este preceito, os idosos que tem E/A e e e´/a´ maior que 1 são super-homens?
    Além disso, se estas alterações são consideradas normais da idade, não teriamos que deixar de considerar a idade como fator de risco cardiovascular? O que acha?
    Calcificação anel mitral, enchimento ve dependente da contração atrial são achados comuns, porem sinais de alteração do padrão normal.

    ResponderExcluir
  2. Quando faço as carótidas de um senhor de 90 anos sem placas ou espessamente devo considerá-lo um super-homem? Certamente não, representa uma pequena parcela de indivíduos sem os sinais de envelhecimento vascular. A idade é um fator de risco não modificável como o sexo, bem diferente de marcadores substitutivos de risco cardiovascular. Mas sua dúvida envolve a discussão do que é envelhecimento, pois envelhecer não é patológico. Mas marcadores substitutivos de risco cardiovascular só podem ser usados quando se comprova o valor prognóstico na faixa etária de estudo. O que não existe nos pacientes idosos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo4:22 PM

      Obrigado pela resposta!

      Excluir
  3. Anônimo9:08 PM

    Mas o consenso acima informa que esses valores < 1 podem ser normais acima de 60 NA AUSENCIA DE DOENCA CARDIOVASCULAR,coisa rara encontrar esse caso(principalmente acima de 70).Além disso, a maioria das solicitações médicas não informa a clinica. Caso discutível.

    ResponderExcluir

Comentários com críticas diretas a marcas e pessoas só serão publicados quando forem devidamente identificados